O tripé da liderança!

Três executivos - dois homens e uma mulher - segurando folhas com números de 1 até 3

Em um almoço com alguns colegas líderes foi colocada uma pergunta muito interessante: Se eu tivesse que escolher apenas um conceito de liderança para ensinar a um novo líder, qual seria?

 Não precisei pensar muito para responder a essa pergunta, de pronto disse que seria o Tripé da Liderança. Meus colegas intrigados me perguntaram o que seria esse tripé e o que disse para eles, vou também relatar para vocês aqui nesse post.

 O tripé da liderança reúne as três principais ações de um líder:

 – Influenciar Pessoas;

– Se comunicar;

– Ser exemplo.

 Vocês já devem ter me ouvido dizer que a maior função de um líder é conquistar resultados através da sua equipe. E como ele faz isso?

 Influenciando pessoas!

 Influenciar significa fazer com que as pessoas façam, o que talvez normalmente não fariam, com boa vontade, isto é, o líder deve influenciar a sua equipe para que todos caminhem na direção de um objetivo comum e façam com excelência, aquilo que precisa ser feito para chegar lá.

A influência de um líder é disparada através de sua comunicação. A comunicação é a ferramenta mais poderosa que o líder tem para gerir sua equipe. É através da sua comunicação que o líder dissemina os objetivos, engaja as pessoas, explica o porquê de metas e decisões, faz correções de rota e reforça ou corrige comportamentos.

O líder possui diversas oportunidades de se comunicar com sua equipe e deve aproveitar cada uma delas, de encontros informais para um café, a reuniões semanais e feedbacks.

 O terceiro elemento do tripé é o exemplo pessoal, se a comunicação é quem dispara a influência, é o exemplo pessoal que a sustenta. Como diz a expressão em inglês “walk the talk”, o líder precisa ser exemplo do que comunica. Se o discurso de um líder for diferente de sua prática, se ele não for coerente em suas ações, a sua influência não se sustentará.

 Aqui vale fazer um lembrete importante, não se fortalece a comunicação e não se constrói um grande exemplo de trás da tela de um computador, com exceções das equipes remotas, é claro. Na verdade, o que quero dizer, é que um líder precisa estar presente, precisa ser acessível e acompanhar de perto a sua equipe, só assim fará o melhor uso das suas oportunidades de comunicação, exercerá a sua influência e poderá construir o seu exemplo pessoal.

 Agora faça uma pausa e reflita sobre a sua atuação como líder:

 – O quanto você é capaz de influenciar a sua equipe?

– Você aproveita as oportunidades de comunicação para engajar a equipe e compartilhar informações importantes?

– Você oferece feedback abundante para sua equipe, assim todos sabem no que estão acertando ou errando?

– Você é um exemplo do que diz? E mais do que isso, a sua equipe tem você como um exemplo pessoal?

 Seja sincero nas suas respostas e se for preciso, revise as suas prioridades para passar mais tempo com a sua equipe e garantir que o seu tripé da liderança se sustentará.


Se você está gostando dos meus artigos, você pode cadastrar o seu email AQUI e receber mensalmente uma newsletter com o resumo dos artigos do mês e conteúdos exclusivos!

Comentários

Deixe uma resposta

Open chat
Fale conosco!
Powered by